Em busca da Ecotopia...

O lago que pode iluminar parte da África

Publicado por focs em 18/05/2015 às 20h49

O Lago Kivu, situado na África Central entre os países a República Democrática do Congo (RDC) e Ruanda, possui características únicas em todo o mundo: contém em suas águas aproximadamente 60 bilhões de metros cúbicos de metano e 300 bilhões de metros cúbicos de dióxido de carbono. Estes gases, resultado de atividade vulcânica e decomposição de material orgânico, representa simultaneamente uma ameaça e oportunidade.

Se extraído, o metano pode ser utilizado para gerar até 960 megawatts em eletricidade, mais de seis vezes a capacidade atual de Ruanda. Tanto para Ruanda quando para a RDC, a atividade extrativa poderia representar uma reviravolta econômica, alimentando novas indústrias e oferecendo oportunidades para amenizar a pobreza dominante nas sociedades. Se feita de maneira adequada, com a cooperação mútua de ambas as nações, poderá inclusive representar um passo importante para estabilizar as relações entre elas.

Não menos importante que os avanços econômicos e sociais citados, a extração do metano pode prevenir uma catástrofe. Com o aumento da concentração de metano, cientistas alertam sobre a possibilidade de acontecer uma erupção límnica. Este fenômeno ocorre quando a pressão dos gases em um lago ficam maiores que a pressão da água a uma dada profundidade, causando uma reação em cadeia para liberação destes gases com muita violência. Apenas dois casos foram registrados até hoje, ambos em Camarões sendo que, no mais trágico - no Lao Nyos, mais de 1.700 pessoas morreram asfixiadas pela nuvem de CO2 que explodiu do lago e se espalhou por até 25 quilometros. O Lago Kivu contém mil vezes mais gases que o Lago Nyos e a população próxima ultrapassa os dois milhões.

Após décadas de impasse, os esforços começaram a sair do papel nos dois países. As dificuldades para extrair o gás metano ainda é um desafio e há o receio de que, se não feita de maneira adequada, ao invés de prevenir, a extração poderia detonar a erupção. 

Não obstante, o Lago Kivu desempenha um papel de destaque no planejamento energético dos dois países que lutam para deixar para trás uma história de conflitos e miséria.

Clique aqui para ver o vídeo.

Tradução FOCS - Fonte: MIT Technology Review

Categoria: Energia, Sociedade, Tecnologia e Inovação
Tags: África, energia fóssil

voltar para Em busca da Ecotopia...

left show tsN fwR|left tsN uppercase fsN fwB|show fsN uppercase right fwB|bnull|||login news normalcase c10|fsN fwR c10 normalcase|normalcase c10|news login fwR c10 normalcase|tsN fwR c10 normalcase|fwR normalcase c10|content-inner||