Em busca da Ecotopia...

Semicondutores transparentes e biodegradáveis!

Publicado por focs em 11/06/2015 às 16h55

 

Dispositivos eletrônicos - normalmente feitos de materiais não renováveis, não biodegradáveis e eventuamente tóxicos - são descartados a uma velocidade cada vez maior na busca incessante por modelos mais novos e atualizados tecnologicamente.

Em mais um esforço para minimizar os impactos ambientais gerados pela obsolescência e descarte de aparelhos eletrônicos, cientistas desenvolveram uma solução surpreendente: um chip semicondutor feito, quase que inteiramente, de madeira.

O material transparente, flexível e biodegradável, chamado de CNF (celulose nanofibril), substitui a camada de suporte, que representa a maior parte dos recursos empregados na construção de um chip.

De acordo com os pesquisadores, o material é feito ao quebrar a madeira em escala nanométrica. Seria pegar o processo utilizado para produzir o papel e levá-lo para uma escala ainda menor, produzindo o papel CNF, muito resistente e transparente.

Para evitar a absorção de água, já que a madeira é um material hidroscópico e poderia atrair a umidade e com isso expandir, o chip recebe um revestimento epóxico, garantindo também uma superfície lisa.

Além dos benefícios evidentes que um polímero natural biodegradável tem comparado com polímeros derivados do petróleo, o CNF ainda tem um coeficiente de expansão térmica relativamente baixo.

Resta agora torcer para que a tecnologia seja utilizada em larga escala pelos fabricantes de semicondutores.

Fonte: Science Daily

 

Categoria: Ecologia e Meio Ambiente, Materiais, Tecnologia e Inovação
Tags: consumo, lixo, meio ambiente, reciclagem, sustentabilidade

voltar para Em busca da Ecotopia...

left show tsN fwR|left tsN uppercase fsN fwB|show fsN uppercase right fwB|bnull|||login news normalcase c10|fsN fwR c10 normalcase|normalcase c10|news login fwR c10 normalcase|tsN fwR c10 normalcase|fwR normalcase c10|content-inner||